<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d2979558662565739220\x26blogName\x3dUnimaginative\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://unimaginativekid.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://unimaginativekid.blogspot.com/\x26vt\x3d-4019006269203831654', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009 Y 09:12

sabe como eu me sinto? como a mãe do dumbo.
eu nunca achei que fosse acontecer mesmo.sonhar com isso já era um hábito.a vontade nunca diminuiu,mas a esperança é outra história.
escrever aquele texto se tornara só um passatempo,numa semana à toa de janeiro.foi tudo uma brincadeira.
e não é que a brincadeira deu resultado? ontem o meu email de aceitação,meu bebê elefante de orelhas grandes foi deixado na minha porta ou melhor,na minha caixa de entrada.de surpresa,de susto,sem ser anunciado.fazendo barulho.
se bem que quem fazia barulho era eu,deixando cair no chão o livro de geometria que tava no meu colo e dando gritinhos surpreendentemente agudos.sou exagerada (prova disso é esse texto melodramatico),verdade.mas o que eu podia fazer,se,como a mãe do desenho animado, a minha felicidade e o meu choque nao cabiam em mim?
entao,eu fico feliz e orgulhosa de informar que aqui vos fala uma nova TUDO DE BLOGUETE (:
acho que tô começando a simpatizar com 2009.
por Lud às 09:12 @



quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 Y 13:28

abriu a porta devagar,pra que o rangido alto da madeira não acordasse os vizinhos. Já passava das três,afinal.Ele entrou hesitante.Sentia os olhos do outro lado da sala fulminando-o,mas continuou encarando o chão.Escutou a voz dela tremer quando mandou-o sentar no sofá descolorido.Sua cabeça rodava e suas pernas pareceram subitamente sem forças quando tentou obedecer.Ela tossiu baixinho,e ele sabia que ela havia sentido o cheiro do álcool.
"por que não me ligou?" - foi a primeira coisa que um dos dois (não sabia bem quem) dissera.Um silêncio gelado se seguiu depois.E,num rompante,gritos,acusações.Tanta coisa que ficou engatada na garganta.Já fazia mesmo muito tempo.Por fim,quando não havia mais nada a se dizer,foi ela quem falou,como quem contava um segredo."Eu não consigo me lembrar da ultima vez que nós fomos felizes.Antes,você sabe,daquilo."E ele,de olhos fechados,respondeu:"Você usava aquela camiseta velha,furada na manga.Estava de meias e enrolada no edredom.Seu cabelo tinha um cheiro bom.Não sei de que era.Aí você se levantou,me deu um beijo rápido e eu saí.Parecia que iamos fazer aquilo pra sempre.Depois,naquele dia...Bem,você sabe o que aconteceu."
"Lavanda" - ela disse,depois de um tempo - "Era o meu condicionador,que tinha cheiro de lavanda".Silêncio,de novo.Sem proferir uma palavra,ele deitou a cabeça no seu colo.Ficaram lá,no sofá velho do apartamente sem luz,por muito tempo.Choravam os dois,baixinho.E ele,desafinado,cantarolava alto o suficiente pra que ela escutasse: "Quanto tempo tenho,pra matar essa saudade (...) Perdoa meu amor,esse nobre vagabundo"


* escancaradamente inspirado na melhor música e no melhor seriado do mundo!
por Lud às 13:28 @



domingo, 15 de fevereiro de 2009 Y 12:04

essa semana,um garoto de treze anos foi "pai" em Eastbourne,na Inglaterra.A "mãe" tem quinze.Os avós da criança um,pais da criança dois e sogros da criança três só desconfiaram quando a menina chegou à 18º semana de gestação.
Educação,mídia,responsabilidade,brincadeira,infância,paternidade.
Tudo se junta numa equação tão perturbadora que é impossível decidir quem tem culpa,quem deixa de ter.O fato é que a vida de três bebês,um que usa fraldas e dois que mal sairam delas,foi virada do avesso.Quatro adultos foram transformados num meio termo entre pais e avós.E milhões de anônimos chocados,pensam,secretamente: Nunca vai acontecer comigo.
Pode acontecer.E,num mundo moderno ou não,pra mim,o único jeito de evitar essa situação absurda e anti-natural é o bom e velho constrangimento tradicional.Quem acha que a televião e as aulas de educação sexual da escola vão substituir isso pode acabar trocando um pacote de camisinhas por um de fraldas.
por Lud às 12:04 @



terça-feira, 3 de fevereiro de 2009 Y 12:07

e aí, como se a conversa não tivesse sido ruim o suficiente,a voz saindo do telefone solta AQUELA pergunta:"o que tu queres,afinal?"
eu quero alguém que ria quando eu bata a cabeça na parede,que me jogue na piscina, que não goste de discutir a relação,que ache crepúsculo a coisa mais idiota do mundo!Que não me ligue muito,mas que quando ligue,me faça nao querer largar o celular.que me deixe p*** da vida,me faça chorar,me troque pelos amigos de vez em quando.que só diz que me ama depois que eu disser.que nunca me dê presentes.que seja insensível. alguém que faça eu me arrepender por ter desejado isso um dia.um melhor amigo.
um mr.big,um dr.sheperd,um doug ross,um chuck bass,um max do bbb!um idiota,que eu ame de verdade e que,depois de milênios de insegurança,consiga me provar que gosta de mim tanto quanto eu gosto dele.eu sei quem essa pessoa é.e não era a do outro lado da linha.
mas é claro que eu nao respondi nada assim.já basta que ele me odeie.achar que eu era louca também era demais pra um dia.aí falei:"não sei.desculpa."( telefone fica mudo)
não tô nem um pouco arrependida.pra quê,se eu nao tava feliz?masoquista emocional sim mas resignada,nunquinha!
por Lud às 12:07 @



ah, oi.

Ludmila. Não sabe andar de bicicleta, nem de salto.
Não sabe ficar brigada (mas, nao confunda, sabe brigar).
Não sabe o que quer da vida.
Não sabe parar de ler.
Não sabe rir baixo, não sabe amar de pouco.
Obviamente, também não sabe fazer um perfil
.




tecs

twittando
orkutando
TAGBOARD



ARCHIVES
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Junho 2008
Novembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009


CREDITS
Template (sweetpulchritude-)
Idea (`vanessa_)
Design (LGM