<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d2979558662565739220\x26blogName\x3dUnimaginative\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://unimaginativekid.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://unimaginativekid.blogspot.com/\x26vt\x3d-4019006269203831654', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quarta-feira, 26 de março de 2008 Y 09:26

Não encare,por favor,como um ato de egoísmo,de egocentrismo da minha parte.Não estou sendo birrenta nem amarga.Só não preciso mais de você.Nem da sua voz,nem dos seus gestos;Mas porque eu tô dando explicações?A culpa não é minha!Quem não me ama mais é você.Se bem que isso também não é sua culpa.Em todo o caso,agora que eu carrego orgulhosamente,por sinal,o status de solteira,amo sozinha.Vivo,corro,grito,faço loucuras,beijo,choro e gargalho,como sempre fiz.Lembre-se que eu vivia antes e viverei depois de você.Meu amor não é limitado por corpos e mentes.É do mundo,vive a luz do sol.Vem,realmente,de dentro pra fora,do mais fundo ao mais extremo.Amor sincero.Faça-me entao o favor de mostrar que o cavalheirismo nao morreu e saia de cena.Tenha a sensibilidade de deixar que eu me cure sem você pra assistir.E,principalmente,tenha noção de que você nunca foi meu complemento.Era só um sujeito paciente.E,aparentemente,o sujeito errado.Obrigada,por tudo,tudo mesmo.Mas agora,recolha seus objetos,diretos e indiretos e me deixe só um pouco.Amar é,afinal,um verbo intransitivo.
;*
por Lud às 09:26 @



domingo, 16 de março de 2008 Y 18:11

Cansada,absolutamente cansada.Você já reparou a quantidade de gente igual que existe no mundo? Pra falar a verdade,eu não.Até agora.Fui tola.Eu tentei tanto ser igual,que não me dei conta que só há lugar pra uma figurinha em cada espaço do album.As repetidas,são só isso.Não originais.Me esqueci,por um segundo,de que as pessoas que eu mais gostaria de ser eram aquelas únicas,planas e multifacetadas.Elas mesmas,se preferir.Mas sabe aquela conversa fiada de,um dia você aprende? É,parece que não é tão fiada assim.Eu aprendi mesmo.Que não era preciso ser a mais bonita,a mais engraçada,a mais inteligente,a mais esperta.Gostar de mpb,rir de tudo,devorar livros,brigar com a consciencia,bancar a cabeça dura até o fim,dedos compridos,filmes históricos,madrugadas de conversas.Aquilo tudo me pertencia.Eu era tudo aquilo.E,de repente,meu maior orgulho se tornou o fato de que eu sou amada por tudo que há de mais verdadeiro em mim.Não preciso de mais nada.Ser eu mesma e,acima de tudo,conseguir me ater a isso,até nos momentos em que ninguém deseje estar na minha pele,é o suficiente.

Desculpem se eu pareci superficial no ultimo post.Foi coisa de momento e eu,geralmente,não sou assim nem de perto.Mas confesso que foi realmente divertido bancar a glamourosa haha (:
por Lud às 18:11 @



segunda-feira, 10 de março de 2008 Y 13:50

Hey upper east sidders!
Se você aí do outro lado da tela é uma irmã ováriana (perdoem pelo termo meio sexista,mas eu escutei e achei,contra todas as leis do feminismo,super engraçado ;p),sabe do que eu estou falando.Afinal,atire o primeiro salto agulha quem nunca sentiu o coração bater mais forte quando viu aquela roupa na vitrine,ou aquele colar que simplesmente gritava o seu nome.Estourar o limite do cartão com Galianos,Blahniks,Valentinos,Channels,Diors e Dolces deveria ser completamente perdoável,um verdadeiro crime passional.Escrevo sem medo de parecer superficial,ate porque,quem diz que nunca teve principio de taquicardia quando a maquina do visa faz aquela zuadinha,eu garanto,está mentindo.Nós vivemos num mundo capitalista,fazer o que? Só não esqueça que a regra número um para ser uma verdadeira sex and the city brasileira é saber que o glamour mora dentro de você.Grifes são só adicionais.Não interessa se você tem um sapato de marca ou não.Saia de casa com um sorriso no rosto que você estará muito bem,obrigada.
Se bem que um Manolo nunca fez mal a ninguém...

OBS: Passando tempo demais com Marcela Gaspar,Carrie Bradshaw e Serena Van Der Woodsen ;xx

Érika,se existe um lay peeeerfeito,é esse aqui! Mil vezes obrigada meu amor!
por Lud às 13:50 @



ah, oi.

Ludmila. Não sabe andar de bicicleta, nem de salto.
Não sabe ficar brigada (mas, nao confunda, sabe brigar).
Não sabe o que quer da vida.
Não sabe parar de ler.
Não sabe rir baixo, não sabe amar de pouco.
Obviamente, também não sabe fazer um perfil
.




tecs

twittando
orkutando
TAGBOARD



ARCHIVES
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Junho 2008
Novembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009


CREDITS
Template (sweetpulchritude-)
Idea (`vanessa_)
Design (LGM